UNIDOS CONTRA A GUITARRA!

Com o grito de guerra “defender o que é nosso”, o ato contra a guitarra elétrica ocorreu em 17 de julho de 1967, com o intuito de manter a Música Popular Brasileira “integra”,sem sofrer influencia do rock americano. Nomes consagrados da MPB como: Gilberto Gil, Elis Regina, Jair rodrigues, Geraldo Vandré entre outros…. estavam presentes na passeata, todos defendendo os “direitos da música brasileira”.  Sem querer se envolver com o movimento, Caetano veloso e Nara  Leão assistiam o ato  do Hotel Danúbio, observando a passeata que segundo nara “mais parecia uma manifestação integralista”

Gil conta que mesmo participando do ato, não acreditava que a causa tinha real fundamento: (…)”não era um defensor ideológico da divisão dos territórios”

guitarra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support