Sandyalê lança álbum “Árvore Estranha”, com participação de Julico (The Baggios)

Sandyalê lança álbum "Árvore Estranha", com participação de Julico (The Baggios)

A obra levou um período de 4 anos para ficar pronta, “Arvóre estranha” é o segundo álbum da sergipana Sandyalê que conta com 9 faixas. Nelas estão a união de composições de Dudu Prudente, Lauckson (Lau e Eu), Julico (The Baggios) em “Pêia”, Elvis Boamorte, Fabrício Mota e Ana Carla Portela.

As faixas apresentam um coletivo de poesias que retratam a realidade da mulher contemporânea como movimento, mudança de lugar, relações e conflitos internos.

Sandyalê - capa(1)
Capa de “Árvore Estranha” Foto: Catarina Ribeiro Arte: Cibele Nogueira

Sandylê conta: “O ‘Árvore Estranha’ é um álbum muito pessoal, fala muito sobre mim, minhas relações afetivas e sociais, sobre como me sinto em meio as pessoas, tanto no meu lugar quanto fora dele. É uma metáfora, uma analogia entre as árvores que nascem no solo árido, no sertão, e as que nascem no solo fértil, na capital. Da dificuldade enfrentada por cada uma para germinar, brotar, crescer, florescer e dar seus frutos. O processo é parecido como o de gravar e lançar um álbum.” “Trouxe para mim como artista, tendo que me deslocar do sertão para os grandes centros como São Paulo, para poder trabalhar e mostrar minha arte, em um solo ‘fértil’. É uma gestação, de parto normal, demorado e doloroso, dando a importância devida a cada processo. É saber esperar. Espere”, finaliza.

Ouça “Árvore Estranha”

Já está disponível nas plataformas digitais e o formato físico estará pronto no dia 1º de novembro.

Onde Sandyalê começou

A cantora lançou seu primeiro trabalho em 2014, “Um no Enxame”. Entre 2016 e 2018, seu show circulou por alguns Estados. Atualmente está radicada na capital paulista, onde produziu e gravou uma parte do seu novo álbum, “Árvore Estranha”. Foi produzido, gravado, mixado e masterizado por Dudu Prudente, no estúdio Orí, em Aracaju. Este trabalho vem mais maduro, com uma atmosfera new wave, baterias eletrônicas, sintetizadores e influências do krautrock, pré punk, indie e trip hop, sem deixar as raízes nordestinas de lado.